Bebê

26 dias

A Valentina está cada vez mais solícita… quer ficar mais no colo, quer cada vez mais atenção, ou seja, já está percebendo o q é bom!
Faço a danada dormir, vou colocar no carrinho e Buáaaaaaa! Pego d novo, acalmo ela e numa nova tentativa… Buáaaaaaaa…
Tudo bem, ficamos agarradinhas (coisa mais deliciosa) mas tb ñ faço mais nada. Pensando seriamente em comprar aqueles “cangurus”ou sling p/ ver consigo unir o útil ao agradável.
Pq é claro q eu quero cuidar dela, da casa, do marido, de mim, do gato, do blog, ler/responder e-mails… e ainda me sinto culpada por ñ conseguir fazer algumas milhares de coisas, sempre fico… puxa vida! Dava tempo e ao invés disso eu dormi… e ainda estou tentando achar um tempinho p/ começar a fazer exercícios em casa… aham… tá!

Outra coisa é o sono a noite… ela ñ está dormindo mais tanto qnto antes… aí fica papai e mamãe acordados tentando acalmar a ferinha e tentando fazer ela dormir. Ela acorda as 19hrs e só vai dormir as 2hrs (tirando alguns cochilinhos rápidos nesse meio tempo). Ai eu fico sempre me prometendo q ñ vou mais deixar ela dormir tanto d dia… mas como? É apenas um bebezinho de menos d 1 mês, como vou fazer essa judiaria d acordar a coitadinha? Já tentei uma vez, e ñ fiz mais, pq me deu uma peninha, ela ficava com os olhinhos meio abertos meio fechados, “pescando” e eu acordava ela… OooooOOO…
Bom, talvez eu faça isso mais próximo do horário do papai chegar… ai ela ñ dorme tanto…
Dou banho, um bom mama p/ ver se ela capota.
Por falar em banho… ela a-d-o-r-a! Fica quietinha na água quentinha da banheira… faz cada carinha feliz! Um amor, só ñ deixo ela tanto na água pq tá muito frio, mas chegando o calorzinho vamos tomar banho de balde! Eeeeeee
Com ela mamando cada vez mais tb tenho q cuidar mais da minha alimentação… As vezes noto meus seios “murchinhos”… estou ingerindo mais água, sucos, frutas e iogurte. Mas a milagrosa água, dá uma turbinada e tanto no leite… os seios “inflam” horrores.

Bico! Estou conseguindo aos pouquinhos  fazer ela chupar bico, eu era contra, dizia q nunca ela iria usar, mas gente, na hora do sufocão é o q acalma a criança, ñ tem jeito.

Não parece a Meg Simpsons?

Essa semana colocamos brincos, ai q dozinha, chorou um monte e fizemos o teste do pezinho, nem reclamou.

O papai ficou todo bobo com os brinquinhos da filhota dele… ñ parava d babar.
E por falar em papai, o Moises vem se mostrado um pai espetacular! Eu ñ tinha dúvida nenhuma de q ele seria um pai maravilhoso, mas ele superou as minhas espectativas. Ele ama estar com ela no colo, faz ela dormir, acalenta nos momentos de chororô, ou de cólicas até muito melhor do q eu. Ele chega do trabalho e a primeira coisa q quer fazer é dar uns apertos na nossa boneca fofa.

Com a tag

0 thoughts on “26 dias”

  1. Quem sou eu pra dar conselhos, né? Nem pari ainda…kkk Tô assustada com esses primeiros meses de falta de tempo para dormir, mil coisas para fazer, preocupação em cuidar da casa, da própria saúde, do maridão…Ai, Marcela, que Deus te dê forças, por que dizem que é mesmo um tempo complicado para a mulher! Mas a boa notícia é que depois passa hehehe Não sei se você é como eu: tenho mania de querer resolver tudo sozinha, de querer dar conta de tudo, abraçar o mundo, não sei pedir ajuda. Estou tentando mudar isso agora durante a gravidez por que já percebi que quando o bebê nascer terei de aceitar a ajuda dos outros. Será que não está acontecendo isso com você? Uma amiga minha que teve nenê há poucos meses disse que passou apuros no início, até se dar conta de que precisava parar de querer ser super mulher. Então ela fez algo que pode parecer um horror aos olhos dos outros (ela disse que para ela pareceu uma coisa horrível no dia, mas depois se revelou algo mágico, que deixou tudo mais fácil pra todo mundo). Ela ordenhou o próprio leite depois da última mamada noturna e entregou o bebê para a avó paterna (a sogra dela), que tinha ido pra casa dela justamente passar aquela noite pra dar uma força. Então ela tomou um belo banho como não fazia desde o nascimento do bebê, depois se trancou no quarto e dormiu 7 horas seguidas, sem interrupções. A avó deu o leite ordenhado para o bebê, num copinho…e ficou com o bebê durante a noite toda. No dia seguinte, minha amiga disse que era outra pessoa, que aquelas horas de sono salvaram a vida dela, o casamento e até mesmo fizeram um bem danado para o bebê. Não sei se eu terei coragem de fazer algo assim. Ela disse que também achava que não teria, mas acabou dando certo…
    Beijo! Boa sorte! Boa semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *